Dicas para escolher o celebrante do seu casamento

A cerimônia de casamento é, sem dúvidas, o primeiro momento carregado de emoção entre noivos, familiares e convidados.

 

Por isso, é essencial pensar com cuidado e muito carinho na pessoa que conduzirá esse momento. O celebrante é responsável por produzir uma cerimônia agradável e inesquecível!

Uma cerimônia inesquecível é aquela conduzida com alegria, leveza e romantismo, inspirando as pessoas ao amor.

– História do casal

O celebrante deve interagir com o casal, ouvindo sobre sua história, ou seja, sobre como se conheceram, quais as pessoas importantes nessa história, enfim, sobre tudo o que os noivos julgarem especial para ser celebrado na presença dos convidados. Tudo isso para que a cerimônia tenha “a cara” dos noivos, deixando o momento mais leve, descontraído, romântico e inesquecível.

– Tempo

O tempo é uma questão fundamental. A cerimônia deve ser breve, pois cerimônias longas são cansativas. Um bom celebrante é aquele que sabe conduzir a cerimônia dando importância ao que se fala e não o quanto se fala.

– Religião

No que diz respeito a religião, espiritualidade e fé, o celebrante deve ter o cuidado de saber se os noivos têm ou não algum tipo de crença, para que a cerimônia aconteça de acordo com o a religião e crenças do casal. Quando os noivos têm religiões diferentes, o discurso pode ser agregador, com símbolos comuns e, principalmente, tendo o amor como elo perfeito entre o casal e é a razão de tudo.

–  Efeito Civil

Realizar a cerimônia que tenha efeito civil só é possível se você contratar um celebrante de casamento que seja um ministro religioso de uma igreja reconhecida pelo estado (com CNPJ) e que celebre casamentos personalizados, independente se o casal professa ou não alguma fé.

Por Samantha Cooley

Tags: , ,

Comentários

comentários

Você pode gostar também